Maio 12 2012

Todos dias quando ligamos a televisão vemos uma reportagem  no telejornal sobre a percentagem do desemprego a aumentar,...

 

Todos dias pessoas ficam ou desempregadas ou deixam de receber o subsidio de desemprego,

 

Todos dias famílias, pais e mães que no dia seguinte tremem ao pensar que nada têm pôr na mesa para o almoço dos seus filhos,

 

Todos dias ouvem-se politicos com ideias e filosofias que com as suas barrigas cheias reunem-se para se criticarem mutuamente em restaurantes de luxo,

 

Todos dias o choro em todo o mundo se faz sentir nos corações dos mais sensiveis,

 

Estou gordo... deixei-me cair no pecado da perguiça e da gula, a chegada do verão faz-me pensar em poder estar mais apresentavel, afinal está a chegar a época da praia.

 

È sabado ao caminhar pela Expo, Parque das Nações os unicos negócios são de rendas caríssimas que já não se sustentam, e no meio do calçadão o centro comercial Vasco da Gama.

 

Fico a pensar com o calor que está por onde andam os turistas?

 

Nas ruas velhas e sujas de Alfama? A serem enganados por restaurantes com olhares de inveja e ganancia?

 

Não estou sozinho na minha caminhada anti-banha... e comento com quem me acompanha do porquê não haver ali como se vê na Rambulas de Barcelona ou noutros vizinhos países Europeus e não só, os conhecidos vendedores ambulantes?

 

Ao percorrer os passeios imagino as ruas cheias de turistas e de outros  Portugueses alegres a passear, homens estautas e pintores, artesãos e vendedores, gloseimas e coisas boas , cores e musicas feitas de ideias e arte que muitas vezes escondida está e reprimida a passar fome.

 

Até comentei sendo eu e o meu amigo de caminhada cozinheiros podiamos ter um carrinho de cachorros ou as maças caramelizadas os doces fabulosos...

 

Ao passar pelo Oceanarios ví aquilo quase vazio antes disso um parque a pagar para nada ver nem alguém se deslumbrar...que roubalheira...rídiculo um parque que se paga para parar o carro para ver... NADA

 

Que desperdicio...

 

Ali perto do Ocenários reparamos de cabisbaixa um homem vestido de

Palhaço Triste

palhaço, nas suas mão estavam aqueles balões que dão para fazer formas, e perguntei, porque será que está tão triste?

 

Via-o olhar de relance para o Oceanario, parecia estar escondido com medo de ser apanhado, terá sido expulso dali?

 

Seria apenas mais um desempregado á procura de uma saída? de uma ajuda? de um pão?

 

Que dará aquele homem segunda-feira de comer aos seus filhos?

 

Alguém se pôs na sua pele?

 

Porque é que não deixam as pessoas tentarem e viverem?

 

Que Desperdício que crime este...

 

Imagine voçê que quer ser vendedor ambulante...já viu que condições colocam?

 

Enfim chego á conclusão que há aqui marosca só pode ser para atrairem tudo e todos para as Lojas de sempre aliás se pensarmos as lojas são sempre as mesmas...

 

e o mais incrível é......NINGUÈM FAZ NADA....

publicado por dicas&criticas às 17:55

mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO